segunda-feira, janeiro 30, 2006

Uma questão pertinente

Como é que vão chamar ao "Acabado Silva" agora?

quarta-feira, janeiro 25, 2006

Todo estragadinho...


Estive aqui a fazer o melhor snowboard da minha vida, pelas dores que sinto no corpo todo, o meu melhor é claramente insuficiente.
Dizem que Vail é a melhor estância de ski dos EUA, eu limito-me a dizer que fiz uma pista com mais de 3,5 milhas de neve espectacular, qualquer coisa como 5,5 km! 15 minutos de instant gratification.
Depois de algumas - boas - quedas e muito exercício, vou continuar a tentar por aqui, aproveitem e façam também algum exercício. Divirtam-se!

A caravana voltou a passar...

"Perdi" as eleições...

Com "muita pena minha", perdi o extase eleitoral.
Onde estava não tinha comunicação com o mundo (ou não queria ter), lembrei-me vagamente e comentei com um amiguinho imperiano (por ser nacional do império) que Portugal tinha um novo presidente (disse-o mesmo sem saber o resultado eleitoral) de seu nome Aníbal Cavaco Silva. O rapaz, como bom imperiano que é, lembrou-se logo do outro Aníbal de tempos Cartaginenses... Ao que eu respondi com o nome de Sócrates!
Desta iluminada conversa retiro uma conclusão importante: tem muito mais graça falar dos nomes dos políticos do que da sua política em si.

A minha homenagem ao Teorema

Excerto de um texto sobre a influência dos blogs no mundo e na minha vida, a ser publicado nas revistas "Wired", "Science", "Photo", "Auto Sport", "Gina" e "Dica da Semana":
"Finally, on a more personal note, my thinking has been influenced by the blog of which I am a member. Unlike most other blogs in Portugal, that have a single author or whose authors have a common trait, or that are about a specific topic, I joined a blog where the people involved have different and/or opposing views in relation to politics, religion, sex, football and social issues. It is, therefore, a blog where plural perceptions and analyses regarding unlimited subjects can be found. Through this experience, I have learned to understand and accept other points of view, and sometimes to even agree with certain opinions that I would at first be inclined to diverge with, mainly due to the quality of the pieces of writing posted by my fellow bloggers and their argumentative skills. Concomitantly, I have improved my critical reasoning and developed a more acute way of analysing and finding weaknesses in third parties’ arguments, thereby attempting to oust the debilities from my own way of thinking. This could not have been gained in any other forum. "

segunda-feira, janeiro 23, 2006

Complexo de Édipo?

Se Soares é o pai do actual regime português... Que dizer deste filho que acaba de matar o pai?

sexta-feira, janeiro 20, 2006

dos blogues:

Engraçado, aqui nos EUA os blogs são usados como ferramenta universitária.
Os professores têm blogues em compropriedade com um ou outro aluno eleito, os professores têm blogues nos quais os alunos da sua aula têm de escrever um post por semana, os alunos são incentivados a criar blogues colectivos como "trabalho de grupo" para determinada cadeira...
Por terras lusas se um professor tiver um e-mail que partilha com os alunos para esclarecimento de dúvidas já é uma sorte (é preciso conjugar três factos raríssimos (i) o professor saber trabalhar com um computador, (ii) o professor saber navegar na internet e (iii) o professor descer do pedestal e olhar o aluno como um adulto inteligente a quem tem o dever de ensinar o que sabe da melhor maneira possível - para o aluno e não para o próprio).
S'isto acontecesse aí, então já se podia falar num choque tecnológico para as universidades portuguesas...

Could You Pass 8th Grade Science?

You Passed 8th Grade Science
Congratulations, you got 7/8 correct!
Could You Pass 8th Grade Science?
Nada fácil... mas considerando que nos últimos 10 anos ciências só mesmo nos documentários do canal 2 ou do Odisseia, não foi nada mau.

quinta-feira, janeiro 19, 2006

"Two thumbs up"*

Pior que amar e pecar é não amar e não pecar.

*- É como quem diz: "fixe", "em cheio", "toma lá", "concordo plenamente".

quarta-feira, janeiro 18, 2006

Primeiro dia

Pois é, consegui, comecei hoje uma rotina.
As rotinas antes de se instalarem nascem de um acto único (ou primeiro acto, conforme a confiança na continuidade), a minha começou hoje.
Fui ao ginásio, bebi um batido de frutas e proteínas que os tipos vendem por cá e continuo com a bicicleta como meio de transporte preferido.
A partir de hoje vai ser assim.
Toda a rotina começa com um statement, o meu está feito, I'll keep you posted.

P.S.- Só tenho pena dos 50 croquetes que consegui fazer passar pela alfândega e que jazem no meu congelador.

Libertário!!!

terça-feira, janeiro 10, 2006

Por falar nisso...

O que acham dessa praga do tabagismo?

Ironias de uma sociedade livre (?)*




Nos EUA este tipo pode ser gay, só não pode é ser fumador...
* - ou "ÃO, ÃO!"

FPB avisa (3): Os cães ladram e a caravana passa!

Não há notícias de vítimas ou danos materiais.

FPB avisa (2): Este blog não professa valores gays!

Só não queríamos é ser conotados como homófobos.

FPB avisa: este blog não é homófobo!

Só não suportamos cinema gay de má qualidade.

Piada Muito Fácil



Brokeback Mountain
Abafaram tanto a palhinha que a espondilose deu de si.

Piada Fácil



O nome do filme não devia ser BrokeBut Mountain?

Não há problema...

Mas agora que finalmente reconhecem, já podemos ir para o privado, ou temos que continuar a sustentar os inúteis do Rendimento Mínimo?

quinta-feira, janeiro 05, 2006

Prestação de serviços em Portugal

Ainda hei-de perceber, um dia, porque é que:

- os funcionários da Galp ficam tão desiludidos quando lhes murmuramos, envergonhadamente, que não temos cartão de pontos Galp, abanando a cabeça caída como se estivessem a receber a notícia em primeira mão de que uma das suas filhas se irá submeter a uma intervenção cirúrgica para ficar igual ou surpreendentemente semelhante ao Eládio Clímaco (“eu sempre soube, mas nunca quis acreditar”);
- os empregados de mesa nos restaurantes tascosos por esse Portugal fora recusam-se a aceitar que naquele momento não nos apetece o prato ou a sobremesa do dia, por mais rápido, delicioso, original, típico ou calórico que seja, e porque é que eles amuam quando levantamos a voz, já um pouco desesperados, para afirmar peremptoriamente que não, não queremos a cabeça de cavalo com feijão branco, sem tomarmos consciência que a partir daquela desfeita tudo o que pedirmos em vez do prato do dia vem temperado com pêlos encaracolados do sovaco do chef ou é constituído pelos restos mortais de um gato atropelado;
- dão o nome de “departamento de fidelização” a um grupo de pessoas que trabalham num “health club” cuja função mais não é do que a de nos infernizar a vida ao incutirem-nos remorsos ou problemas de consciência pelo facto de não frequentarmos o ginásio com tanta assiduidade como eles acham que deveríamos. Perdoem-me por ter uma vida extra-ginásio! Perdoem-me por ser obrigado a trabalhar para ganhar a vida! Bem sei que deveria cultivar mais o corpo e queimar as calorias excessivas em vez da massa cinzenta, vou auto-flagelar-me e procurar fazer uma melhor gestão de tempo a partir de agora.*

Será que isto também acontece na Suécia (com as devidas adaptações, i.e. cabeça de cavalo com feijão branco = cabeça de rena com chamuças)?

*O que é que vos interessa se eu vou ou não vou ao vosso ginásio? O dinheiro não deixa de entrar por causa disso (pelo menos durante um ano, de acordo com os vossos pactos leoninos)! Se eu não for, o equipamento gasta-se menos, e logo a depreciação será menor para efeitos de contabilidade no final do ano! Antes o telemarketing, porra.

Como é diferente o humor em Portugal





Este belo exemplo de escremento humorístico irrita-me, não porque seja a favor ou contra alguém, mas porque pura e simplesmente não tem graça. O Batanetes têm mais graça que isto. Não tem requinte, não tem subtileza, não tem elaboração. Limita-se a passar a papel (com péssimas ilustrações) a ideia de que Soares é melhor de Cavaco. Mas se esta é a linha oficial do movimento mp3 (Marito Presidente 3) tenho novas sugestões. Por exemplo, Cavaco e Soares a medirem a pilinhas e no fim Soares ganhava.

quarta-feira, janeiro 04, 2006

The Inquisition... what a show...The Inquisition...Here we go...

O fascismo regressou na sua forma mais pura e original. Em Espanha vai-se agora lançar a caça aos fumadores. Os tabuados dos autos-de-fé já estão erguidos e o grande inquisidor Zapatero chama a si todo o que de pior tinha a Inquisição Espanhola. Diz-se de esquerda o Governo espanhol. É a única coisa na qual concordo com ele. Nunca a esquerda foi amiga da liberdade e da tolerância, por mais que Soares e outros queiram fazer crer.

Vejamos pois admirável mundo novo que o pequeno Torquemada quer criar. As pessoas serão proibidas de fumar no seu local de trabalho estando sujeitas a denúncia prévia, por qualquer cidadão. Para os que atacam Franco e Salazar com base nas polícias políticas diga-se em abono da verdade, um comunista é mais perigoso que um fumador. Não me importo que um fumador chegue ao poder, um comunista sim... Rude golpe na crítica historiográfica canhota. O obscurantismo já não é monopólio dos antigos regimes.

Não se poderá fumar em bares e restaurantes. Servos do diabo, é o que são. Sinto-me tão utente da noite espanhola como os castelhanos. E isto não pode. O diabo que os carregue.

Proibido o fumo nos casamentos e baptizados. Note-se o requinte. Para mim que ainda sou solteiro vou poupar no típico charuto que o noivo oferece no fim, se esta peste espanhola cá chegar nos próximos anos. De Espanha nem bom vento (e a partir de agora literalmente) nem bom casamento...

terça-feira, janeiro 03, 2006

Porque este blogue tem a sua quota de Marialvas...

D. Vicente Maria do Carmo da Câmara

segunda-feira, janeiro 02, 2006

Laughing out Laud

"Como todos sabem, o regime autoritário do Estado Novo, não efectuou a descolonização; depois do 25 de Abril, no meio das perturbações revolucionárias, não foi, infelizmente, possível controlar esses processos de transferência de soberania em todos os casos, com consequências dramáticas em Angola e, sobretudo, em Timor-Leste."

Jorge Sampaio na mensagem de Ano Novo