sexta-feira, dezembro 30, 2005

A dita "criminalidade prestigiante",

afinal de contas, prestigia quem?