quinta-feira, março 03, 2005

Que mais...?

Mais uma vez os clássicos falam conosco. Dos mitos que mais me marcaram, um deles foi sem dúvida o que deu origem à guerra de Tróia.



Estando Páris no sopé da montanha apascentando seus rebanhos eis que as três deusas, cegas pelo pomo da discórdia, fazem do jovem Páris, juiz em última instância. Sobre os seus ombros recaía a penosa decisão de escolher qual das divindades merecia o epíteto de mais bela entre as belas.

Hera logo prometeu grandeza e poder. Riquezas a perder de vista e a promessa de um trono por ocupar!

Atena lhe ofertou vitória nas muitas batalhas por disputar e sabedoria para governar o seu reino e a sua casa.

Afrodite apenas lhê garantiu o amor da bela Helena.

Páris escolheu a terceira. Atena deusa da guerra e Hera raínha dos deuses favoreceriam os gregos na guerra de Tróia e a pátria de Páris seria destruída para sempre, em retaliação.

Que extrair pois deste mito?

Perante a glória, a riqueza e a grandeza das vitórias na guerra, eis que contra tudo e sacrificando tudo, triunfa sempre o amor...